sábado, 18 de abril de 2009

Domingo, no DC

19 de abril de 2009. N° 8411


DIÁRIO DA MARATONA Rodrigo Faraco

Agora é Correr

Chegou o dia! O dia da prova! Não há mais o que pensar, não há mais o que planejar. Agora é correr. Correr por quatro horas e 42 quilômetros... Sem parar! Essa é a regra, é a minha regra. Não posso parar! Não posso sequer andar. Tenho que correr! A minha maratona é pra ser corrida!

Não vou correr contra ninguém. Também não vou correr contra mim mesmo. Na verdade, eu corro a meu favor. Um passo de cada vez. E um depois do outro. Usando minhas energias, minhas forças. Me destruindo, mas me reconstruindo ao mesmo tempo.

Vou pelas ruas do meu lugar, da minha cidade. Cada reta, cada curva, cada prédio, cada casa... Beira-mar, no centro, na Agronômica, na trindade, no Santa Mônica. Tudo junto ao meu redor. Tudo muito familiar. Minha pista de corrida dos treinos diários. Um sentimento renovado.

Minha segunda maratona, mas a primeira em casa. Isso me conforta, me faz sentir bem. Nasci em Curitiba, fiz minha primeira maratona, por acaso, lá também. Mas é aqui, em Florianópolis, onde fui criado, onde cresci, onde me formei, onde vivo meus dias, que me sinto em casa.

Tinha que correr aqui. Meus amigos vão estar lá, meus parceiros de corrida também. Minha família vai estar lá. Quem não estiver também vai estar. Eu carrego comigo. Carrego cada um deles. Carrego cada sorriso, cada palavra de incentivo. Um passo depois do outro. Um de cada vez. Um quilômetro depois do outro. Sem parar! Não posso parar! Eu vim para correr!

Correr! Correr da vida, dos problemas. Correr pela vida. Correr para solucionar mais facilmente os problemas. São 42 quilômetros e muitos pensamentos na cabeça. São 42 quilômetros e uma vida que começa no primeiro, que sofre lá pelo 30º e que renasce e recomeça no 42º, no final.

Tantas coisas na cabeça. E muitos passos a dar... Um depois do outro. Sem descansar, sem andar, sem parar! Correndo... O tempo inteiro! São quatro horas e ainda faltam 195 metros. São intermináveis somente 195 metros. E mais alguns passos a dar. Pra chegar a hora de chegar. Pra chegar a hora de sorrir. Assim que vou chegar! Sorrindo! E espero te encontrar!

5 comentários:

Marcos Alexandre disse...

Vamos nessa Faraco!!!
Hj é o dia! Hj é o dia de realizar mais este teu sonho!
Acordei as 6 hs e vou lá pra correr os 10 k e conferir tua "vitória"!!!!

abraços

Rafael de Oliveira disse...

Sucesso na tua maratona.Parabéns por sua decisão de seguir uma prática esportiva. Minha mãe era a tua ouvinte na época que vc trabalhava só na CBN-Diário, chegou a falar contigo algumas vezes por telefone. Certa vez ela chegou a comentar que tinha um filho que pedalava e corria (era eu)e vc falou pra ela meio com espanto que aquilo era meio difícil pra ti. Ainda bem que hj vc está provando o contrário. Mais uma vez parabéns e superação sempre.

Descobri este teu blog por acaso e faço dele o meu incentivo para continuar com as minhas práticas esportivas, apesar da correria do trabalho.

Rodrigo Faraco disse...

Grande Rafael,

é foi a melhor decisão da minha vida. Começar a praticar as corridas mudou minha vida.

Talvez aquela conversa lah atrás tenha ajudado pra que isso fosse real hoje.

um abraço Rafael, obrigado pelo recado.

A maratona de hoje foi um monstrengo

tudo de bom

a gente se fala

Leticia disse...

Parabéns meu irmão! Não pude deixar de comentar, de parabenizar! A emoção em cada linha da coluna de hj, se faz notar visivelmente! São, no mínimo, duas vitórias a se comemorar: a participação e finalização na maratona e o Diário da Maratona. Cada coluna, escrita primorosamente, é um feito a ser celebrado!
Parabéns! Que estas conquistas, merecidas, sejam apenas mais duas de tantas que vc almeja e alcançará, sem dúvidas!
Sua irmã, com amor, com carinho, com orgulho

Leticia

Rodrigo Faraco disse...

Essa é a minha irmã! Que querida né?

Beijo Letícia. Amo vocês.

obrigado pelas palavras. Vocês me dão forças em tudo.