segunda-feira, 7 de julho de 2008

Maratona Beto Carrero - Minuto a minuto...


Sábado foi dia de mais uma corridinha.

Participamos da primeira edição da Maratona Beto Carrero, organizada pelo mesmo pessoal que faz o Mountain Do, na Capital.

Foi legal, mas não foi nada espetacular. O Mountain Do é bem melhor.

A equipe Do mestre Paulinho - Paulo Domingos Filho, nosso trainer - era um quarteto composto por mim, o Jornalista pseudo-corredor, Rodrigo Faraco, pelo médico Alexandre Studzinski de Oliveira, pelo Bombeiro Militar Daniel Fernandes e pelo advogado Marcos Alexandre da Silva.

Saímos de Floripa em direção ao Balneário Penha, onde se localiza o Parque Beto Carrero, ainda de madrugada, 5h30min. No caminho conversávamos sobre possibilidades, últimos treinos e trocávamos experiências recentes de corridas. Todos estavam empolgados em fazer o melhor, o que significava marcar os melhores tempos possíveis. Somos meio competitivos, cada um consigo mesmo, contra seus próprios tempos e limites.

Bom, chegamos pouco antes das 7h00min da madrugada(que mania que eu tenho de chamar certos horários de "madrugada"...não sei por quê!). Todos já na pilha da corrida. Queria mostrar um DVD pros colegas, mas eles não deram nem bola. Era sobre o Team Hoyt, dos Estados Unidos...mas desisti...enfim!

Fomos para o local da largada. Eu era o primeiro a correr. Coloquei aquela parafernália toda que envolve um "corredor" hoje em dia - monitor cardíaco, número, pulseira no pulso, relógio, e bastão de troca.

Estava pronto pra largar e ansioso já. Eram 8h12minutos quando largamos. Parecia uma manada quando abrem a porteira. Saem todos feito malucos como se o mundo fosse acabar nos primeiros MIL metros. Mesmo já sabendo que isso ia acontecer, saí junto com a manada na loucura. Saí forte demais, portanto!

Estava usando um equipamento, um relógio GPS, que me dava as medições todas na hora. Pace, tempo total de corrida, batimentos, distância percorrida e um monte de outras coisas que não dava tempo de olhar....afinal meu objetivo ali era correr e não olhar no relógio o tempo todo. Mas o bom é que tenho os dados aqui pra passar.

No minuto a minuto, ou melhor, no quilômetro a quilômetro, fiz o 1º km com média de 4min22segundos, com batimentos em 163 e cheguei a estar correndo pra 3min23segundos...uma loucura! Coisa da manada!

O 2º Km rodei a 4min24segundos e batimento chegou a uma média de 171. Mas aqui, nesse trecho estava escondido um pequeno imprevisto - uma morreba pra subir de uns 800 metros de distância. Toquei o pau mesmo assim. Cheguei a estar correndo pra 3min25segundos.

No 3º km a velocidade média subiu um pouco. Fiz em 4min39segundos. Batimentos estabilizaram em 171. Melhor pace foi de 4min05segundos. Coisa boa, mas ainda tava xingando o morro que me fez sentir um pouco o peso da corrida.

Cheguei ao 4º Km....Ufaaaa! Tá passando a primeira quebrada física e posso apertar um pouco mais! Corri pra 4min31segundos...batimentos baixaram um pouco mais - 169 por minuto. Melhor pace em 3min55segundos.

Vamos pro 5º Km e completar a primeira volta passando na frente do posto de troca e do povo que tá esperando. Mantive o ritmo...acelerei a 4min35, BPM ficou em 168, estável portanto. Melhor pace foi 4:09...ou seja, corri mais estável mesmo.

Cheguei em frente ao povão pra completar primeira passagem. Coisa boa...de volta à civilização...passei na frente de onde tinha largado, fui saudado pelo locutor oficial do evento e toquei firme adiante. A média foi mantida...batimentos a 170, corri pra 4min38segundos o 6º km.
Foi aí que veio a segunda quebra física! E essa foi bem quebra mesmo. Senti ficar tudo duro. As pernas travaram e tinha o morro pra subir de novo. Foi na garra então....pensei: vou subir essa porcaria na manha e depois toco o pau na descida. E fui! Cheguei a correr pra 6minutos o pace. Fiz a média mais alta nesse 7º Km - 4min58segundos. Uma meleca! Batimentos a 169 de média, mas cheguei a estar correndo pra 3min39segundos. Isso foi a descida...certamente...pra tirar o tempo perdido.

Veio o 8º Km e segui sentindo pesar as pernas. Média de 4min49segundos e batimento estável...graças - 169. Melhor pace foi 4min05segundos.

Faltavam DOIS quilômetros somente....hora de descer o cacete. 9º Km foi feito em velocidade maior mesmo. Média de 4min29segundos o Km e batimentos aumentando de novo - 172. O melhor pace nesse Km foi de 3min56segundos...muito massa ter me recuperado da quebrada física nesse final e poder voltar a acelerar e curtir a corrida.

Cheguei enfim ao 10º Km. Vamos Rodrigo! Mais! Mais rápido - pensei comigo mesmo. Consegui manter na verdade. A média foi de 4min28 segundos e os batimentos ficaram com marca de 173. Melhor pace nesse Km foi de 4min06segundos....estava terminando!

Agora a reta final! Hora de "faca nos dentes"! Hora de "socar a bota". Foi o que fiz! Eram 429 metros finais e passar o bastão para o Alê. A média ficou bem boa. 4minutos04segundos e batimentos foram na lua pro meu padrão - 176. Cheguei a correr para 3min27segundos..muita loucura!

Terminei! Total corrido 10,429 kms em 47minutos37segundos. Batimento médio de 169 e pace de 4minutos34segundos para o percurso total. A sensação sempre é a mesma: satisfação pelo dever cumprido. Satisfação por ter vencido mais uma. Só tava pê da cara que não tava preparado psicologicamente pra correr morro.

Passei o bastão pro Alê que foi pra seus 10 kms. Fez em 51 minutos. A sequência teve o Daniel Locomotiv, nosso melhor tempo - 45 minutos. Marcos fechou pra 46 minutos.

Gostei da prova, mas esperava mais. O terreno dificultava com muitas imperfeições - era uma mistura de buracos, pedras, areia, grama, coco de vaca e trilho de trem, alem de paralelepípedo. Todo cuidado era pouco com tornozelo, principalmente.

Pronto pra próxima!

Abraços
Faraco

2 comentários:

Joseane disse...

queremos fotoooo... hehehehe!!
o importante é a satisfaçao pelo dever cumprido, como vc disse...

Beijinhos

patrícia deluca disse...

que bonitinho *-*
não como vc consegui correr tanto hein?
Mas o dever foi cumprido
Beijo