quinta-feira, 29 de maio de 2008

CAMINHOS DA FÉ





Hoje vou contar um pouco de uma aventura (ou seria desventura)....
Das provas de revezamento das quais participei essa é a que tenho mais fortemente guardada em minha lembrança, mais pela desventura do que pela aventura....hehehe!

Eram meados do mês de Maio de 2006 e mais uma vez estava lá meu grande amigo OSNI me convidando a participar de uma corrida de revezamento com a galera da academia, e eu é óbvio aceitei o convite!

No mês seguinte numa manhã gelada e escura saímos de Florianópolis revezando e passando por uma das paisagens mais pitorescas e agradáveis do Estado, durante o trajeto sempre havia uma ou mais igrejas (DAÍ O PORQUE DO NOME DA PROVA), passamos pelas cidades de São José, São Pedro de Alcântara, Angelina, Major Gercino, São João Batista e finalizando em Nova Trento no Santuário da Madre Paulina, foram 130 km de muitas subidas e descidas e diga-se de passagem QUE SUBIDAS!!!!

Para variar me foi destinado um trecho feito sob medida (Mais uma vez obrigado Osni!) comecei a subir, e subir, subir e subir olhava para aquela estradinha de chão batido e a cada passada o peso da gravidade parecia ficar maior, de repente comecei a sentir uma pontada nas costas que aos poucos foi aumentando e se estendendo das costas para a perna esquerda e até a ponta do pé, parecia que tinha uma fita metálica repuxando por dentro do meu lado esquerdo, comecei a caminhar (foto acima), e mesmo assim com dificuldades...nessa hora comecei a escutar os berros do meu colega de equipe “Juninho” que estava no seu carro (foto) me acompanhando por todo o caminho:

- Vamos, vamos...falta pouco!!!

No que eu prontamente respondia:

- Está doendo muito, acho que vou desistir!!!

Juninho diagnosticou:

- Não é nada amigo! Deve ser só cansaço!

Ledo engano...O diagnóstico foi “Contratura do Quadrado Lombar Esquerdo” (Nem sabia que existia um “bicho”com um nome desses....hahaha!), resultado: 2 meses sem correr, fisioterapias, bolsa térmicas e medicamentos...

Mas enfim, voltando a corrida, aquela MONTANHA uma hora terminou e pude enfim vislumbrar uma longa descida, e nessa hora com o peso de ter caminhado na subida e o fato de saber que no final do trecho tinha uma equipe inteira me esperando ansiosamente, resolvi esquecer a dor e “deitar o cabelo”!!!

Naquele dia completamos a prova um pouco após o tempo máximo permitido pela organização do evento e foi muito deprimente cruzar a linha de chegada sem ao menos uma alma viva nos aguardando para a tomada de tempo, na estatística da prova nós constamos como DESISTENTES, mas se teve uma coisa que não fomos foi isto!!! Afinal mesmo com todas as dores e dificuldades completamos o percurso e para os viciados em correr o que importa é competir, o que importa é a AVENTURA...apesar da DESVENTURA!!!

Na verdade não estávamos preparados para a dificuldade do trajeto, mas a prova é bela, o ar é o mais puro possível e a organização é muito boa, prova disso é que no ano seguinte (2007) estávamos lá mais uma vez e dessa vez para fazer bonito e eu ganhei uma aversão a subidas.

Neste ano a prova REVEZAMENTO CAMINHOS DA FÉ vai se realizar no próximo dia 14 de junho (http://www.revezamentocaminhosdafe.com.br/) e pelo jeito será mais um sucesso.

Teste sua tração e cuidado com o QUADRADO ....HEHEHE

Abraços

Marcos Alexandre

Um comentário:

alfredo.rodriguez disse...

To gostando muito do blog, tenho acompanhado sempre e to quase me inspirando a voltar as provas, desde a maratona do ano passado venho em uma sequencia de contusões.

Parabéns pela iniciativa.

Abraço
Alfredo